20/09/2014

E AGORA, JOSÉ? Atividades para aulas

( Carlos Drummond de Andrade)
E agora, José?
A festa acabou,
A luz apagou,
O povo sumiu
A noite esfriou,
E agora, José?
E agora, você?
Você que é sem nome,
Que zomba dos outros
Você que faz versos
Que ama, protesta?
II
E agora, José?
Está sem mulher
Está sem discurso,
está sem carinho,
já não pode beber,
já não pode fumar,
cuspir já não pode,
a noite esfriou,
o dia não veio,
o bonde não veio,
o riso não veio,
não veio a utopia
e tudo acabou
e tudo fugiu
e tudo mofou,
e agora, José?
III
E agora, José?
Sua doce palavra,
Seu instante de febre,
Sua gula e jejum,
Sua biblioteca,
Sua lavra de ouro,
Seu terno de vidro,
Sua incoerência,
Seu ódio – e agora?
Com a chave na mão
Quer abrir a porta,
Não existe porta;
Quer morrer no mar,
Mas o mar secou;
Quer ir para Minas,
Minas não há mais.
IV
José, e agora?
Se você gritasse,
Se você gemesse,
Se você tocasse
A valsa vienense,
Se você dormisse
Se você morresse…
Mas você não morre,
Você é duro, José!
Sozinho no escuro
Qual bicho-do-mato
Sem teogonia,
Sem parede nua
Para se encostar
Sem cavalo preto
Que fuja a galope,
Você marcha, José!
José, para onde?


1. Das possibilidades sugeridas pelo poeta para que José mudasse seu destino, a mais extremada está contida no verso:
a. (   ) "se você tocasse a valsa vienense"
b. (   ) "se você morresse"
c. (   ) "José, para onde?"
d. (   ) "quer ir para Minas"


2. Para o poeta, José só não é:
a. (   ) alguém realizado e atuante
b. (   ) um solitário
c. (   ) um joão-ninguém frustrado
d. (   ) alguém sem objetivo e desesperançado

3. José, de acordo com o texto, é um abandonado. Essa ideia está traduzida em que estrofe?
4. "A noite esfriou" é um verso que é repetido. Com isso, o poeta deseja:
a. (   ) deixar bem claro que José foi abandonado porque fazia frio.
b. (   ) traduzir a ideia de que José sentiu muito frio porque anoiteceu.
c. (   ) exprimir que, após o término da festa, a  temperatura caíra.
d. (   ) intensificar o sentimento de abandono, tornando-se um sofrimento quase físico.

5. Qual o verso que exprime concisamente que José é ninguém?
6. Qual é o verso que expressa essencialmente a ideia de um José sem rumo?

7. Assinale a afirmativa falsa a respeito do texto:
a. (   ) José é alguém bem individualizado e a ele o poeta se dirige com afetividade.
b. (   ) O ritmo dos sete primeiros versos da 5a. estrofe é dançante.
c. (   ) "Sem teogonia" significa: sem deuses, sem credo, sem religião.
8. Neste poema, o autor retrata uma situação social. Qual é?
______________________________________________________________
Gabarito
1. B        2. A       3. Na 2a. estrofe      4. D       5. "Você que é sem nome" (1a. estrofe)      6. "José, para onde?" (4a. estrofe)       7. A
8. Resposta pessoal. Mas deve reportar-se à situação de miséria e abandono em que vive grande parte das pessoas de baixa renda no Brasil.

Postar um comentário