01/09/2014

O que é CONTO?


NO UNIVERSO DOS CONTOS




O QUE É CONTO?

É uma narrativa curta, vem do inglês short story. O tempo em que se passa é reduzido e contém poucos personagens que existem em função de um núcleo. É o relato de uma situação que pode acontecer na vida das personagens. Pode ter um caráter real ou fictício da mesma forma que o tempo pode ser cronológico ou psicológico.

Não sendo por acaso seu nome, o conto teve início junto com a civilização humana. As pessoas sempre contaram histórias, reais ou fabulosas, oralmente ou através da escrita. O conceito de conto, hoje em dia, foi ampliado em relação a este citado acima. Isto se dá porque escritores passaram a adotar esse tipo de texto como uma forma de escrever, e essa tentativa tem sido promissora. Além de utilizar uma linguagem simples, direta, acessível e dinâmica o conto é a narração de um fato inusitado, mas possível, que pode ocorrer na vida das pessoas embora não seja tão comum.

Essa praticidade tem atraído leitores de todas as idades e níveis intelectuais. Inclusive aqueles que não têm o costume de ler ou que ainda estão começando a adquirir este hábito. Não é um texto denso, que exija grande esforço intelectual para ser compreendido e, por isso mesmo, é tão bem aceito em diversos tipos de meios de comunicação, não somente através dos livros.

Como narrativa oral o conto surge no Brasil trazido pelos portugueses, e até hoje é fortemente propagado, em diversas regiões do país. São as chamadas “estórias de Trancoso”.

 Como narrativa escrita o conto surge na literatura brasileira durante o início do Romantismo, mas os autores românticos não conseguiram se destacar através desse tipo de texto.

O primeiro grande contista brasileiro, Machado de Assis, iria surgir no início do Realismo, e seu nome se tornaria consagrado pelo brilhantismo com que dominava as palavras.

CLASSIFICAÇÃO DOS CONTOS:

·        Encantamento
·        Exemplo
·        Animais
·        Religiosos
·        Etiológicos
·        Acumulativos
·        Adivinhação
·        Anedotas
·        “Causos”

CARACTERÍSTICAS DOS CONTOS:

1.   É uma narrativa linear e curta, tanto em extensão quanto no tempo em que se passa.

2.   A linguagem é simples e direta, não se utiliza de muitas figuras de linguagem ou de expressões com pluralidade de sentidos.

3.   Todas as ações se encaminham diretamente para o desfecho.

4.   Envolve poucas personagens, e as que existem se movimentam em torno de uma única ação.

5.   As ações se passam em um só espaço, constituem um só eixo temático e um só conflito.

6.   A habilidade com as palavras é muito importante, principalmente para se utilizar de alusões ou sugestões, frequentemente presentes nesse tipo de texto.

ESTRUTURA GERAL DOS CONTOS:

1.   Ordem existente - situação inicial;

2.   Ordem perturbada - a situação de equilíbrio inicial é destruída;

3.   Tensão - o que da origem a uma série de peripécias que só se interrompem com o aparecimento de uma força retificadora;

4.   Ordem restabelecida.

DO QUE O CONTO PRECISA?

Tensão, ritmo, o imprevisto dentro dos parâmetros previstos, unidade, compactação, concisão, conflito, início meio e fim; o passado e o futuro têm significado menor. O “flashback” pode acontecer, mas só se absolutamente necessário, mesmo assim da forma mais curta possível.


FOCOS NARRATIVOS:

Primeira Pessoa: Personagem principal conta sua história; este narrador limita-se ao saber de si próprio, fala de sua própria vivência.

Segunda Pessoa: Personagem secundária conta a história da personagem principal.

Terceira Pessoa: Narrador (analítico ou onisciente), conta a história; tudo sabe sobre a vida das personagens, sobre seus destinos, ideias, pensamentos. Como se narrasse de dentro da cabeça delas.
Postar um comentário