03/01/2014

O Testamento - Atividades para aula



Um homem rico, sem filhos, sentindo-se morrer, pediu papel e caneta e escreveu assim:

"Deixo meus bens à minha irmã não a meu sobrinho jamais será paga a conta do mecânico nada aos pobres".

Não teve tempo de pontuar – morreu.
Eram quatro concorrentes. Chegou o sobrinho e fez estas pontuações numa cópia do bilhete:

"Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho. Jamais será paga a conta do mecânico. Nada aos pobres."

A irmã do morto chegou em seguida com outra cópia do testamento e pontuou assim:

"Deixo meus bens à minha irmã. Não a meu sobrinho. Jamais será paga a conta do mecânico. Nada aos pobres."

Apareceu o mecânico, pediu uma cópia do original e fez estas pontuações:

"Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho? Jamais! Será paga a conta do mecânico. Nada aos pobres."

Um juiz estudava o caso, quando chegaram os pobres da cidade. Um deles, mais sabido, tomou outra cópia do testamento e pontuou deste modo:

"Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho? Jamais! Será paga a conta do mecânico? Nada! Aos pobres."

(Adaptado de Amaro Ventura e Roberto Augusto Soares Leite. Extraído do livro Gramática, texto, reflexão e uso. Cereja e Magalhães)

1. A palavra "concorrentes" está substituindo, no texto, alguns personagens. Assinale a alternativa que apresenta um dos concorrentes.

(A) um homem rico.
(B) o filho do falecido.
(C) o juiz do caso.
(D) o sobrinho do morto.


2. Assinale a alternativa que seria uma fala de um personagem.

(A) "...chegou em seguida..."
(B) "... pediu papel e caneta e escreveu assim:"
(C) "Não teve tempo de pontuar - morreu."
(D) "Um juiz estudava o caso."


3. A situação que provoca a história é

(A) um testamento que permite diferentes interpretações.
(B) a briga que a morte de um homem rico provocou entre os herdeiros.
(C) o desconhecimento da causa da morte de um homem rico.
(D) a dívida para com o mecânico e a generosidade para com os pobres.




4. O texto é engraçado porque
(A) o testamento inclui o mecânico do homem.
(B) a irmã do homem tenta levar mais vantagem que seu filho.
(C) um mesmo texto permite várias interpretações.
(D) o homem não sabia para quem deixar seus bens.


5. Assinale a alternativa que favorece o sobrinho do homem rico.

(A) "Deixo meus bens à minha irmã não a meu sobrinho jamais será paga a conta do mecânico nada aos pobres".
(B) "Deixo meus bens à minha irmã. Não a meu sobrinho. Jamais será paga a conta do mecânico. Nada aos pobres."
(C) "Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho? Jamais será paga a conta do mecânico nada aos pobres."
(D) "Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho. Jamais será paga a conta do mecânico. Nada aos pobres."

6. "Apareceu o mecânico pediu uma cópia do original e fez estas pontuações:"

A palavra original pode ser substituída, mantendo o mesmo significado do texto, por
(A) jornal.
(B) documento.
(C) livro.
(D) modelo.
Postar um comentário